O Centro de Controlo e Prevenção de Doença da Coreia do Sul (KCDC) confirmou até a data de hoje (08.10.2020), 24,422 casos de novo coronavírus  (COVID-19) na Coreia do Sul.

O Centro de Controlo e Prevenção de Doença da Coreia do Sul (KCDC) informa que os sintomas do COVID-19 são os seguintes:

  • Febre;
  • Tosse;
  • Dor de garganta;
  • Dificuldade respiratória;
  • Nos casos mais agudos observam-se arrepios e dores musculares;
  • Os sintomas poderão aparecer de dois a catorze dias após infeção;
  • Caso observe os sintomas acima mencionados deverá ligar para o seguinte número: 1339.

 1339

 

- Todas as informações sobre o assunto, divulgadas pelas autoridades sul-coreanas até a data poderam ser consultadas através do seguinte site: https://www.cdc.go.kr/cdc_eng/

- OMS (Organização Mundial da Saúde) - Novel Coronavirus (COVID-19) advice for the public (conselhos ao público) https://www.who.int/emergencies/diseases/novel-coronavirus-2019/advice-for-public

 

De modo a prevenir a propagação do COVID-19, e de acordo com as orientações das autoridades sul-coreanas (KCDC) aconselha-se a seguir as seguintes medidas de prevenção:

  • Lave frequentemente as mãos com água e sabão ou use solução à base de álcool;

  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca sem lavar previamente as mãos;

  • Quando espirar ou tossir, tape o nariz e a boca com um lenço de papel ou com o interior do seu braço. Deite o lenço no lixo;

  • Use máscara respiratória em lugares públicos (obrigatoriamente nos hospitais/centros de saúde);

  • Evite contacto com pessoas com infeção respiratória;

  • Desinfete objetos  e superfícies usados frequentemente com produtos desinfetantes ou lixívia ;

 

O Serviço de Imigração da Coreia do Sul comunicou a Embaixada de Portugal em Seul, as seguintes informações:

  • De acordo com a nova cláusula da lei de imigração sul-coreana, qualquer residente ilegal que visitar um centro de saúde público a fim de testar/tratar o novocoronavírus (COVID-19) não será deportado da Coreia do Sul.
  • Os serviços públicos de saúde/centros médicos não devem comunicar ao governo sul-coreano o estatuto de residência de um residente estrangeiro. Isto significa que todos os residentes ilegais na Coreia do Sul poderão receber tratamentos médicos dos centros de saúde públicos para prevenir/tratar o novo coronavírus.
  • As autoridades sul-coreanas aconselham fortemente aos residentes ilegais que estiveram em contacto com vítima(s) do novo coronavírus ou que sofrem/suspeitam dos sintomas acima mencionados, a visitar o centro de saúde público mais próximo e receber a análise/o tratamento adequado.
  • Partilhe